terça-feira, agosto 26

do amor #01

procuramo-nos nos fatos,
pessoas, objetos e significados alheios.
como se o mundo nos fizesse parte e função.
amamos a fim de completar,
amamos a fim de que nos completem.

e se começássemos a procurar o outro?
o que seria da procura de quem nos ama?
e se procurássemos não o amor,
mas a ação de amar?

Um comentário:

Ana disse...

Não sei se as pessoas estão preparadas para encarar o amor como um gesto e não como objetivo, amigo. Eu amo involuntariamente. Ou amava. Já nem sei.

Beijos!